A Grécia do seu jeito

Viajar com criança para Santorini

Escolher um destino grego para férias não é uma missão muito fácil por causa da ampla diversidade de lugares. E quando um dos viajantes é criança, a decisão ainda fica mais minuciosa e a preferência tende a ser pelas ilhas, com cenários pacatos e praias com águas cristalinas. Mas dessa vez, optamos por uma ilha completamente diferente desse panorama perfeito para crianças e viajamos para a célebre Santorini.

Por termos experiências anteriores nessa ilha, com programação de casal ou a trabalho, já imaginávamos o que nos esperava. E as preocupações iniciais foram: como seria durante o percurso no Highspeed (primeira vez dela em um barco), qual a melhor acomodação, se com a tradicional vista para a caldeira ou em alguma praia, que a princípio seria mais seguro. Como faríamos os passeios em meio a tantas escadarias e alguns trajetos até difíceis. E sobre o comportamento dela em um lugar tão típico para programações românticas.

Depois de alguns dias de indefinições, encontramos uma oportunidade única de hospedagem, com vista panorâmica, grande varanda sem ter o penhasco muito próximo e investimos no sonho de viajar em família para Santorini. No barco ela ficou super bem. Levamos alguns brinquedos e até fez amizades, o que nos deixou mais tranquilos.

P1030561 - Αντίγραφοa

Sobre as atividades, utilizamos carro para nos deslocarmos. Uma praticidade única que facilitou percorrermos toda a ilha. Ampliamos a nossa estada para 4 dias e fizemos os passeios em um ritmo mais tranquilo, tentando evitar que não ficasse tão cansativo, o que é difícil, pois com tantas escadarias e becos que só podem ser conhecidos a pé, na maioria deles o lema é: caminhar é preciso.

Demos prioridade para passarmos as nossas manhãs aproveitando as praias, parte que era mais relaxante para todos nós. Ressaltando que não são praias lindíssimas, porém propiciam a sensação boa de curtir o mar em pleno Santorini. E nos finais de tarde, ficávamos nos vilarejos mais famosos para vermos o pôr-do-sol. Reservamos o primeiro dia para aproveitarmos o nosso hotel, em Firostefani, algo bem sossegado e com vista para a caldeira.

No segundo dia, além da praia de Monolithos, incluímos uma volta em Pyrgos, super escolhido por noivos para ensaios fotográficos. E na região de Akrotíri, conhecida pelo sítio arqueológico, praia Vermelha e pôr-do-sol no Farol. Ao entardecer, optamos pelas vielas da capital Fira, repleta por expectadores esperando pelo final do dia nas varandas dos inúmeros restaurantes, bares e cafés com vista para a caldeira.

Monolithos

Praia de Monolithos

No terceiro dia, a saudade já dava sinais e o desejo era de não deixar passar nenhum detalhe de cada lugar. O nosso tour inicial foi para a praia de Vlychada e no retorno, fizemos breves paradas em Kamari, Perissa e Perivolos, três opções para quem gosta de praias mais movimentadas e badalação. No final da tarde mapeamos Imerovigli, que tem a impressionante rocha de Skaros e esperamos o pôr-do-sol na pitoresca Finikia, ao lado de Oia e sem grande concentração de turistas.

Por gostarmos tanto de Oia, o último dia foi exclusivo nesse vilarejo, considerado o mais fotografado da Grécia, com o pôr do sol conhecido mundialmente, e a paisagem exótica de Ammoudi, que também pode ser acessível através da extensa escadaria que parte de Oia.

P1030772aa

Então, se você pensa em ficar nesse famoso destino com crianças, reserve o máximo de tempo possível, procure uma acomodação espaçosa e segura, tenha um transporte disponível e cogite a possibilidade de, além de fazer algumas paradas no caminho, carregá-las no braço em algum momento, para que consigam aproveitar bastante.

Quer conhecer esse destino através das nossas dicas e serviços? Nos envie uma mensagem ou e-mail, será maravilhoso planejarmos a sua viagem!

Fotos e texto: A Grécia do seu jeito

Texto original publicado no blog Brasileiras Pelo Mundo: Santorini com as crianças