A Grécia do seu jeito

Knossos

E das minhas várias visitas ao sítio arqueológico de Knossos, essa última foi bastante especial. Em uma manhã de janeiro que mais se assemelhava aos dias da primavera, mas estamos em pleno inverno, literalmente fiz uma viagem no tempo, aproveitando todos os registros que pareciam estar apenas para mim e no máximo 10 visitantes, algo raro. Pois o fluxo de turistas, só inicia em março e quando alta temporada (julho e agosto), é possível esperarmos minutos para acessarmos as instalações, por conta da multidão.

Baluarte com a cópia do afresco "Bull Hunt", um dos ícones de Knossos

Baluarte com a cópia do afresco “Bull Hunt”, um dos ícones de Knossos

Mesmo sabendo que são apenas as reedificações baseadas nas escavações coordenadas por Minos Kalokairinos em 1878 e Arthur Evans em 1900, é inevitável não fantasiar o modo de vida dos habitantes durante o período Neolítico 7.000 – 3000 a.C.. Origem da Civilização Minoica, a primeira civilização europeia, em 2.700 a.C., Knossos também está associado à residência do rei Minos, a história de Dédalos e Íkaro, e ao mito do Minotauro. Quanta riqueza de informações!

Projetado pelo arquiteto Dédalos, que ficou prisioneiro sob ordens do rei Minos, para que não revelasse a estrutura da edificação, o Palácio, continha o Labirinto em que ficava o Minotauro, o qual tinha a cabeça de um touro sobre o corpo de um homem e foi morto por Teseu, gerando a lenda do Labirinto com o Minotauro, mitologia grega.

A estrutura é tão grande, que precisamos de cerca de uma hora para percorrermos as ruínas e por isso, é melhor utilizarmos calçados confortáveis. Encontrando enormes blocos de rochas, paredes espessas, colunas largas, corredores, escadarias, salas separadas por andares, indícios de sistema de drenagem e abastecimento de água, pinturas retratando pessoas e animais, percebemos a evolução daquele que já foi o centro administrativo de Creta, Civilização Minoica.

A pintura na parede mostra homens segurando vasos de libações, parte do "Fresco da Procissão".

A pintura na parede mostra homens segurando vasos de libações, parte do “Fresco da Procissão”.

Α "Sala do Trono" é uma das mais especuladas entre os visitantes. Com afrescos retratando galhos de plantas e grifos, bestas míticas com corpo de leão e cabeça de pássaro.

Α “Sala do Trono” é uma das mais especuladas entre os visitantes. Com afrescos retratando galhos de plantas e grifos, bestas míticas com corpo de leão e cabeça de pássaro.

No elegante "Hall of the Double Axes", "Salão dos Machados Duplos", conforme Evans, haviam nas paredes marcas de machados duplos.

No elegante “Hall of the Double Axes”, “Salão dos Machados Duplos”, conforme Evans, haviam nas paredes marcas de machados duplos.

Os objetos originais identificados no local estão no acervo do Museu Arqueológico de Heraklion, um dos mais importantes do mundo no quesito Minoico. Inclusive na hora de comprar o ingresso para visitação, você tem a opção de adquirir as duas entradas.

Desejo que tenha despertado o seu interesse de conhecer as famosas ruínas de Knossos, que ficam a cerca de 10 km do centro de Heraklion, e acessíveis com táxi, ônibus e excursões programadas, que inclusive podem ser organizadas por nós. Com a nossa assistência e as informações dos nossos guias turísticos licenciados, você aproveitará toda essa riqueza cultural de uma forma exclusiva!

 Fotos e texto: A Grécia do seu jeito